Só uma ideia

Pense em algo importante pra você. Isso, algo importante. Pode ser tão simples quanto um instante, tão grande quanto um caminho. Pense agora, só um pouquinho.
Não é difícil mensurar?
Não é estranho relembrar?

Ao que passa o tempo, entendemos o que sentíamos e o que vivíamos. Mas fazemos diferente, mesmo assim. Pensamos na gente como se não tivesse fim o que passou, como se não formulássemos novas saídas à medida que crescemos. E evoluímos nesse tempo. Nem toda lembrança dói do mesmo jeito, nem toda força cai por terra por uso capitão.

Penso que salvar a nós mesmos não é desfazer o nó, mas entender como se forma. Entender como evitar a má lembrança, entender que o tempo torna tudo mais visível. Pense em algo importante pra você, eu disse. Pode importar diferente agora. Pode importar nada, nem um tantinho. Mas pode arrancar seu sorriso diante do que já foi. Pode ser o seu momento do depois, aquele em que se guarda, e só.

Ao que passa o tempo, a forma do momento deixa de ser primordial, sobra só o que sentimos. Depende do mimo, da coceira no ego, da vontade, pra existir. Depende de quanto nos deixamos partir quando acaba, mas não apaga da memória, por isso a nostalgia.

Pense em algo importante pra você todos os dias. Eventualmente, escolherá o lado certo.